16/07/2017

Resenha Tinderela + Entrevista com a autora

| |



Como prometido estou de volta antes do fim do recesso! Dessa vez trouxe resenha de um ebook que tem feito muito sucesso ultimamente ,e no fim tem uma entrevista com a autora.




Sinopse:
Rafaela é uma jovem enfermeira, solteira e tímida, com pouco tempo para sair e conhecer pessoas. A chegada do Tinder, aplicativo que tem como intuito promover encontros entre pessoas que moram próximas e tem interesses em comum, promete mudar seu status de relacionamento.
Você pode comprar o livro aqui.


Autora: R.M Cordeiro
Ano : 2016
NOTA: 4 DE 5





Resenha 
Rafaela trabalha como Enfermeira no Hospital Beneficência Portuguesa e percebemos logo no início da obra que ela se dedica muito ao trabalho, pois vive bem desligada das, digamos... novidades do mundo virtual e social. É notável que quando mergulha de cabeça em uma coisa é para valer. Ao meu ver eu não considerei a personagem muito romântica, mas ela tem o
gosto para séries que faz muito meu estilo (e eu sou uma romântica assumida), pois adora comédias românticas e dramas simples como Gilmore girls e livros no estilo “A culpa é das estrelas”.

É justamente no início de um expediente e através de uma amiga que a nossa protagonista conhece o Tinder e ao pesquisar o aplicativo no Google acha a ideia do app genial e resolve testar. A partir daí somos levados aos diversos encontros da nossa Tinderela, seus anseios, suas expectativas e frustrações. No começo achei que ela estava sendo muito exigente, porém compreendi que ela estava certíssima. Por que se envolver com menos do que você merece?

Umas das coisas que eu achei legal no livro é a crítica velada em como demonstramos ser nas redes sociais e como somos na vida real, e não estou me referindo somente a aparência física.



Gente, a Rafaela conhece cada figura. Mas também tem cada um que a autora descreve com tanta perfeição, que a gente até suspira e pensa: “ é esse, agora tem que ser esse.” A cada nova encontro é uma expectativa maior ainda e decepções também. Será que a Tinderela vai encontrar seu “príncipe “? Fica a pergunta para quem ainda vai ler, hahahaha.

Analisando outros detalhes da obra

Duas coisas prenderam minha atenção logo de cara ao ler esse livro:

1_-O fato da Rafaela ser Enfermeira: ainda não havia lido nenhuma obra em que a personagem principal exercesse essa profissão, então achei muito legal, até porque sou Estudante de Enfermagem e apesar de ser uma mera acadêmica, estudar em tempo integral suga todo o meu tempo. Sou quase uma Rafaela sem tempo na vida, só que mais informada.
2-O livro fala sobre um aplicativo de “paquera”: Admito que tenho um certo preconceitozinho com site de relacionamentos. Eu sou muito das antigas e gosto de cada passo que um par dar em direção ao relacionamento. O primeiro olhar, aquele friozinho na barriga... ai, ai. Mas não pensem que isso foi um ponto negativo na obra! Aguçou minha curiosidade, e curiosidade é sempre um incentivo a mais para terminar um livro.
Quando eu terminei de ler Tinderela (já faz meses) acabei dando 3 estrelas de 5. Primeiro porque acho que a obra seria muito melhor para ler se fosse escrita totalmente em primeira pessoa e segundo, porque euzinha, como uma pessoa ansiosa, precisava de mais detalhes no final, mas agora o livro tem uma continuação ( já falo dele), então vejo que fui meio injusta, por isso estou dando 4 estrelas de 5.




Aqui está a continuação de Tinderela, mas não vou deixar a sinopse porque acho que envolve um pouco de spoiler. Caso você esteja curioso, pode ver a sinopse clicando aqui. 

                                Entrevistando a autora 

Paradoxo Literário (P.L): Quando começou seu encanto pela leitura?
R.M : "Sou apaixonada por livros desde que posso me lembrar, então acredito que seja desde que aprendi a ler mesmo."
P.L: Você tem algum gênero literário favorito?
R.M : "Leio de tudo, tudo mesmo! Pra mim o que importa é que a história tenha coerência e seja bem desenvolvida, com personagens críveis."
P.L: Que autor ou livro lhe deixa mais admirada?
R. M: "Jane Austen. Transformar o cotidiano de uma família em uma comunidade rural da Inglaterra em uma história digna de ser lida e apreciada só pode ser um ato admirável."
P.L:Como surgiu a inspiração para escrever Tinderela?
R.M: "Em uma conversa entre amigas. Uma das minhas amigas estava saino com um dentista que conheceu no Tinder e a descrição que ela fez dele me deixou gargalhando. Na mesma época, surgiu um concurso no Wattpad, plataforma em que eu já me arriscava e decidi usar a história dela, depois que ela me autorizou é claro."
P.L: Existe algum livro que tenha lhe inspirado a escrever uma de suas obras?
R.M:"Um livro específico não, mas alguns autores sim. Bianca Briones, A.C. Meyer e até mesmo Jane Austen me inspiram sempre. Elas escrevem sobre pessoas reais, que vivem uma vida como a nossa e sobre problemas que muitos de nós enfrentamos. Gosto de ter essa oportunidade."
P.L: Existe algum motivo especial para você ter decidido que a Rafaela seria enfermeira?
R.M: "Bom, para justificar alguém que não tem tempo para vida pessoal, tinha que ser uma pessoa que trabalhasse muito, mas eu não queria que a personagem fosse uma workaholic, queria que fosse alguém comum, que trabalha porque precisa. E sendo da área da saúde, sei bem como é a rotina de quem trabalha em hospital em esquema de plantão e o quanto isso afeta a vida pessoal de cada um. Poderia ter escolhido qualquer profissão do meio? Sim, mas eu já tinha escrito uma personagem Fisioterapeuta em Por Um Momento Assim, não queria ser repetitiva rs."
P.L: Quais seus próximos planos literários?
R.M: "Nossa, tem muita coisa caminhando ao mesmo tempo. Pretendo dar sequência à Série Meninos de Floripa, serão 4 livros no total. Tenho um romance de época em andamento e uma comédia romântica também, além de continuar com as crônicas para os blogs Papel Papel e Vigor Frágil."
P.L: E como você considera a aceitação do público em relação ao seu livro?
R.M:" Surpreendente. Não tenho outra palavra. Nem todo mundo gosta, fato. Mas, quem realmente presta atenção na história e não a lê apenas como uma distração temporária, consegue enxergar as diversas nuances sobre nós mesmos que ela trata. Muita gente me aborda nas minhas redes sociais dizendo que leva uma vida de Tinderela, ou que conheceu o parceiro através de aplicativos e grupos de paquera online e é muito gratificante ver que as pessoas se identificam."
P.L: Você também escreve no blog Papel papel, como você faz para conciliar blog, trabalho e o processo de escrita dos seus livros ?
R.M "Eu confesso que ainda não consegui estabelecer uma rotina saudável a esse respeito – risos. Mas, vou dando prioridade ao que é mais urgente. Geralmente no início do mês, dou mais atenção ás leituras obrigatórias e assim que a lista reduz a uma ou duas leituras, eu respiro mais aliviada e me concentro em escrever algo. Porém comecei a trabalhar com revisão textual recentemente e agora meu tempo livre vai diminuir, mas eu acho que isso só me motiva e me traz aprendizado, me ajuda a me concentrar mais na leitura e os textos fluem mais facilmente a cada vez que me sento para escrever uma resenha ou um capítulo."
P.L: Você gostaria de deixar algum recado para os seus leitores ou para as pessoas que ainda não leram seus livros ?
R.M:" Eu aguardo ansiosamente para que vocês venham me dizer que se identificaram com alguma história ou textos meus!!!! Esse é o melhor presente que um autor que ama escrever pode receber."

Ah! Olhem que coisa mais linda a estante da R.M
 
                                      Conheça outras obras da autora:


Sinopse:
: Guilherme e Fernanda comemoram 40 anos de vida em comum, celebrando da maneira que mais gostam: com a família que construíram nesses anos e relembrando os primeiros verões da época em que se conheceram e aprenderam uma importante lição, que a vida pode nos oferecer muito mais do que imaginamos, se abrimos nossos corações às possibilidades!!!   Compre clicando aqui.


Sinopse: 
Como seguir em frente depois de uma perda devastadora? Como prosseguir quando seu coração está fragmentado e você revive o pesadelo da dor dia após dia? Como continuar sendo você mesmo, quando as suas referências não existem mais?
Após perder o pai, Marcelo, jovem arquiteto residente em Curitiba, viaja com seus melhores amigos para Salvador a fim de tentar absorver melhor sua própria situação e recobrar os ânimos. Lá ele conhece Susana, fisioterapeuta paulista, que está em viagem com uma... Leia a sinopse completa aqui.


Espero que vocês tenham apreciado conhecer um pouco mais sobre Tinderela e sua autora. Será que alguém por aqui já leu alguma obra da R.M Cordeiro? Abraços e até o próximo post!

P.S perdoem o tamanho da fonte nos posts. Estou tendo um problema  com o Template do blog.

16 comentários:

  1. Ola
    Eu não conhecia esse livro, mas achei muito interessante pela premissa e pelo que pude compreender deve ser bem divertido, além de atual por conta do tinder. A entrevista ficou ótima, o que despertou ainda mais a minha atenção quanto ao trabalho da autora. Suas outras obras também se destacam muito e gostaria de poder conferir!
    Beijos, |F

    ResponderExcluir
  2. Oi tudo bem?
    Já havia visto a capa desse livro por aí mas não sabia nada sobre ele mas parece ser uma leitura bem gostosinha e engraçada que com certeza irei fazer. Gostei bastante da entrevista, sucesso a autora.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oie, tudo bem?
    Nossa que legal essa coisa de entrevista com a autora, eu adorei pois raramente vejo posts assim em blogs.
    Achei muito legal você combinar a resenha com a entrevista, parabéns.
    Beijocas <3

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Esse livro é o que estava faltando no mercado, gente! Estava mesmo na hora de alguém escrever uma trama relacionada ao Tinder, já que o aplicativo estabeleceu sua presença no meio de nós e também serve como uma forma de tirar os estigmas sobre quem o usa. Adorei a ideia!
    A entrevista ficou ótima!

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  5. Oi
    Adorei conhecer o livro. Achei engraçado o título e depois que relacionei com o app de paquera.
    Com certeza deve ser uma obra divertida mesmo. Também quase não lembro de personagens enfermeiras.
    Adorei entrevista também! Uma simpatia <3
    Dica anotada!
    Beijinhos
    Rizia Castro - Livroterapias

    ResponderExcluir
  6. Achei o nome, a premissa e o enredo bem original e é o tipo de livro que eu acho bem legal para conhecer a autora. Inclusive a entrevista está ótimas, perguntas inteligentes e a autora se mostrou muito simpática.
    Amei o post.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi, Anne!
    Parece bem fofo! Como adoro livros divertidos, esse parece perfeito para mim. rsrs...
    Quero conhecer esses carinhos que vão aparecer na vida da Rafaela. Certeza que vou rir!
    Que estante mais linda a da autora! <3
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  8. Oie! Tudo bem?

    Já li outras resenhas sobre esse livro e todas falaram super bem da história, não faz muito o meu tipo de leitura, mas com certeza deixarei a dica anotada quem sabe no futuro não realizo a leitura dele, e amei a estante da autora, amo estantes kkkk *--*

    BJss

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Ainda não conhecia essa autora nem o livro, mas gostei muito da sua resenha, apesar de não ter ficado muito interessada em fazer a leitura. Estou um pouco saturada de livros de releitura de Cinderela. Fiquei contente por conhecer a profissão da protagonista, também não li nenhum livro com protagonistas com essa profissão.
    A autora é muito simpática.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá...
    Ainda não conhecia a autora, mas, gostei bastante de suas obras e acho que com certeza me renderia ótimas leituras <3
    Achei legal ela fazer essa crítica velada em como demonstramos ser nas redes sociais e como somos na vida real, pois, na internet nada é parecido com a realidade ás vezes... Parece que ninguém é real rsrs...
    Gostei bastante da entrevista também ;)

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não li nada da autora, mas já tinha visto comentários sobre esse livro. A princípio, a trama não chamou minha atenção, mas mudei de ideia depois de ler sua resenha haha. Uma coisa que gostei bastante é justamente o fato da protagonista ser exigente, como você falou. Acho legal a autora trazer uma personagem que não aceita menos do que merece, só para estar em um relacionamento.
    Como você, eu também não sou muito adepta de sites e aplicativos de relacionamento, prefiro relacionamentos que começam fora do mundo virtual haha. No entanto, isso não me desmotiva a ler o livro. Além disso, o fato de, na entrevista, a autora citar Jane Austen como uma autora que ela admira já me deixou mais curiosa para conhecer sua obra.
    Adorei a resenha e a entrevista, e já anotei a dica.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oie, tudo bom?
    O título do livro é incrível, muito criativo!
    A capa é uma graça e é uma pena eu não ler e-books, pois fiquei encantada com a história! Espero que ele seja lançado em breve em edição física para que eu possa conferir ♥

    ResponderExcluir
  13. Oie!!
    Ah gente eu não conhecia esse livro, mas acabei gostando muito da premissa e da capa também. Achei que a autora teve uma ideia bem inteligente em escrever algo relacionado ao tinder, uma vez que acredito que não tenha nenhum livro semelhante.

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  14. Oi.
    Eu namoro há oito anos, então nem imagino como seja encontrar relacionamentos novos nessa era digital em que vivemos. Por isso esse tipo de livro desperta meu interesse. É interessante saber como os romances se desenvolvem nesse mundo digital. Eu também gostei do fato de a protagonista ser da área da saúde, não sou dessa área, mas acho muito interessante a rotina desses profissionais.
    Gostei bastante da entrevista também.
    Anotei a dica aqui e pretendo ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Oi Anne, como está?
    Tinderela? Gente, achei o título muito do baratão, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
    A resenha ficou ótima e realmente achei interessante a Rafaela ser exigente quanto a alguém para se relacionar, o que na vida real não é tão comum quanto gostaríamos. Além, é claro, dela ser enfermeira, profissão que não é muito comum entre protagonistas desses tipos de romance.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Eu ainda não conhecia essa obra, mas imagino que deve ser realmente muito divertido todos esses momentos que a autora descreve os diferentes encontros. Acho que também nunca li nenhuma obra com a protagonista Enfermeira, me vem a cabeça O Lado Feio do Amor mas não tenho certeza hahaha Adorei também poder conferir a entrevista com a autora!
    Beijos.

    ResponderExcluir

Olá! Obrigada pela visita! Seu comentário me deixa imensamente feliz. Deixe o link do seu blog , seguirei com todo prazer !